Curta nossa página e ajude nosso BLOG a crescer!

Compartilhando Boas Ideias

Sociedade

Suécia recusa Jogos Olímpicos de Inverno 2022

Suécia desiste da candidatura para Jogos Olímpicos de Inverno 2022. Autoridades decidiram economizar dinheiro público, prevendo futuro prejuízo.


Ao contrário do que aconteceu por aqui no Brasil, aonde o dinheiro público parece ser de posse e usufruto de políticos e empreiteiros, que inflacionaram as obras da Copa do Mundo 2014 e das Olimpíadas de 2016, construindo elefantes brancos, a Suécia dá um exemplo de civilidade e bom senso ao desistir da candidatura para os Jogos Olímpicos de Inverno 2022.

No começo de 2014, uma votação realizada entre partidos políticos, ficou decidido que a Suécia não se candidataria à disputa para receber as Olimpíadas de Inverno.

Temendo um prejuízo, que eventualmente seria pago com dinheiro público, o alto gasto necessário para realizar um evento desse porte foi vetado.

“Não posso recomendar à Assembleia Municipal que dê prioridade à realização de um evento olímpico. Temos outras necessidades, como a construção de mais moradias”, disse o prefeito Sten Nordin, em declarações publicadas pelo jornal Dagens Nyheter e reproduzidas pela BBC.

Políticos na Suécia

O orçamento previsto pelo Comitê para a realização dos Jogos era de aproximadamente 10 bilhões de coroas suecas, o equivalente a cerca de R$ 3,6 bilhões.

“Os cidadãos que pagam impostos exigem de seus políticos mais do que previsões otimistas e boas intuições [sobre o orçamento]. Não é possível conciliar um projeto de sediar os Jogos Olímpicos com as prioridades de Estocolmo em termos de habitação, desenvolvimento e providência social”, disse o secretário municipal de Meio Ambiente de Estocolmo, Per Ankersjö.

“Apresentar uma candidatura aos Jogos Olímpicos seria especular demais com o dinheiro dos contribuintes. Os riscos financeiros são grandes demais”, disse o Partido Democrata Cristão (Kristdemokraterna, um dos quatro partidos da aliança governista) em comunicado à imprensa.

SUÉCIA E OS JOGOS OLÍMPICOS

A Suécia já sediou um evento olímpico, e foi em 1912 – os Jogos de Verão em Estocolmo.

Essa não é a primeira cidade que recusa sediar os Jogos Olímpicos, em novembro de 2013, na Alemanha, 52% da população de Munique decidiu dizer “não” ao evento. Segundo a imprensa alemã, a rejeição foi motivada pelos custos elevados da organização do evento, além das exigências normalmente feitas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) às cidades-sede.

Com a desistência de Estocolmo, a disputa para sediar os Jogos de Inverno de 2022 ficou entre as cidades de Oslo (Noruega), Pequim (China), Cracóvia (Polônia), Almaty (Cazaquistão) e L’viv (Ucrânia).

O resultado do COI já foi decidido, e Pequim (China) saiu vencedora e irá sediar os Jogos Olímpicos de Inverno em 2022.

Uma notícia para dar mais esperanças aos Brasileiros, mostrando que é sim possível construir uma sociedade mais justa e consciente das suas reais necessidades, mesmo que seja ainda na Suécia.

Fonte

Comentários

Outras notícias

TRANSFORME SUAS IDEIAS E TUDO SERÁ DIFERENTE

Junte-se à nossa comunidade, e receba atualizações, artigos e dicas sobre quem inova e pensa de forma inteligente e sustentável.

Cadastro News

Odiamos Spam e respeitamos sua privacidade.
Você está 100% seguro.